Nossos parceiros

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Sem saber o que fazer

Sabe aquele dia em que brigamos pela primeira vez? Eu não sabia direito o que estava fazendo, eu simplesmente fiz. Estavam todos falando que você havi abeijado ela, e eu fiz papel de boba, não teve outro jeito, e de repente surtei, foi como se algo tivesse tomado conta de mim,  etomou, eu senti minhas pernas bambearem e a respiração foi ficando acelerada, não dava para entender o que era tudo aquilo. Enfim, quem era ela, e porque justo você, com tantos garotos no mundo, porque tinha que ser o meu garoto, quem ela pensava que era, e o que havia feito com você, afinal, quem era você naquilo tudo?

(Eu definitivamente pirei! Fiquei fora de mim, surtei, estava muito louca e sem saber o que fazer.)

E quando fomos conversar, ficou ainda pior, aquela conversa não deveria ter acontecido, foi um dos meus piores erros. Mas aconteceu. Não sairam muitas palavras da minha boca, conversamos na maior parte do tempo através de olhares, e eu estava segurando o choro com todas as minhas forças. Não dava mais para ficar ali e decidi ir embora, mas deveria ter ficado e te contado toda a verdade, a mesma verdade da qual eu tinha medo de acreditar.

Eu fui embora, sem me despedir. Desde então nossos caminhos não se cruzam mais com tanta frequência, e pode ser que jamais encontrem outra vez, e a culpa é toda minha, eu assumo isso, mas não entendo porque não foi diferente, e nem porque nós não nos falamos mais, não nos perdoamos, nem esquecemos tudo isso, será que realmente vale a pena toda essa distância?


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...