Nossos parceiros

sábado, 18 de outubro de 2014

Lembranças, confissões e uma despedida

Eu lembro do primeiro dia em que te vi como se tivesse sido há meia hora atrás, foi incrível, minha primeira semana na empresa e estava tudo acontecendo tão depressa, e você tinha que aparecer pra completar o pacote. Lá estava eu tentando entender toda aquela papelada, tantos números e listas, de repente aparece um cara, a principio não me importei muito, eu já estava nervosa o suficiente para querer ficar ainda mais, foi quando você subiu as escadas veio até o balcão e disse “Boa tarde!” , respondi ainda de cabeça baixa concentrada nos papeis, até que olhei pra você, bem rápido, mas o suficiente para me fazer sentir um arrepio no estomago, daqueles que a gente só sente quando está perto de alguém especial, mas você era o que naquele momento, se eu nem te conhecia direito?

Sei que você nem reparou em mim, mas eu fiquei pensando nos seus olhos o dia inteiro, e confesso que meu coração deu pulos de alegria quando soube que veria você toda semana, foi uma sensação incrível mas ao mesmo tempo estranha e confusa, não entendia como eu estava sentindo tantas coisas por um cara que eu nem sabia o nome direito. E foi assim durante meses, eu enfim estava entendendo esse sentimento, mas você nem desconfiava disso, por varias e varias vezes tentei puxar conversa, pra te conhecer melhor e te fazer ver o que todo mundo já via em mim, mas era inútil, nada do que eu fizesse ia fazer você reparar. E você tinha alguém. Essa era uma das piores partes.

Cara, eu lutei tanto, me esforcei pra fazer tudo certo, e você nem me notava. Todo mundo via como meu olhos brilhavam ao te ver chegar, e as quintas-feiras que eu nunca fui muito fã se tornaram o meu dia favorito da semana, e olha que eu só te via por uns dez minutos, mas pra mim já era o bastante pra fazer meu coração disparar, eu começava a perder a voz e ficava desorientada. Cheguei até a levar um tombo na escada, tive sorte de você não ter visto, mas talvez assim tivesse me notado um pouquinho, mas estava tão concentrado no seu serviço e talvez nela, que nem viu, ouviu ou riu. Não tinha mais nada a fazer. Queria desistir.

Depois de tanto lutar em silêncio, dei um “grito” e você me notou, começamos a conversar, nos tornamos amigos e aos poucos fui ganhando sua atenção. E foi um beijo incrível. É, finalmente um beijo, você nem sabia mas eu já te amava, e fiquei com tanto medo de te perder naquele beijo, você nem imagina como eu estava nervosa, mas deu tudo certo, e foi mágico, pelo menos pra mim.  Depois disso aconteceram tantas coisas moço, mas eu ainda continuo sentindo aquele frio na barriga do primeiro olhar do mesmo jeito, com a mesma intensidade, e juro que queria que você sentisse o mesmo ou ao menos um pouquinho, porque é tão bom, e por mais que eu chore quase toda noite, vale a pena porque eu nunca amei alguém assim. Sei que não sabe que sei mais sobre você do que deveria, mas tudo bem, é melhor assim, porque se soubesse de como fico louca só de pensar na possibilidade de você voltar para aquela garota, iria sair correndo e nunca mais voltar. Vocês pareciam tão felizes juntos que me doí muito saber que nunca vou te fazer sorrir daquele jeito. Bom, acho que já chega, tenho que me conformar e arranjar um jeito de esquecer esse amor de vez, isso não vai dar em nada, tá na cara, e é por isso que estou me afastando aos poucos, sei que não vai perceber, mas essa história começou assim, só estou tentando terminar do mesmo jeito, e aí quando finalmente você perceber, eu já vou ter ido embora da sua vida, e não vai doer. Nem em você. Nem em mim. Talvez em mim um pouco mais do que deveria, mas eu sou forte e vou curar essa ferida, e aí vai ficar tudo bem.
Eu espero.


Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Conte-nos mais! Seus contos ou verdades deveriam ter um tham a mais. Estava interessante. Achei que vc ia dar mais detalhes tipo: nome dele, como ele trabalha. Gostei do blog mas termine essa história com fatos verdadeiros. Aguardo. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, primeiramente obrigada por comentar! Entendo que os leitores esperam mais em textos assim, mas confesso que ainda não me sinto a vontade, e nem preparada para dar mais detalhes, sei que posso usar nomes aleatórios, e estou trabalhando em cima disso. espero que continue acompanhando e lendo, e prometo me esforçar mais nos próximos, aguarde!

      Mais uma vez obrigada pelo toque!

      Beijo Beijo.

      Excluir

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...