Nossos parceiros

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Aqueles meus rascunhos que você nunca vai ler

  Eu estive pensando sobre o que escrever, já que ultimamente tenho tido alguns probleminhas com novos assuntos, e entre os meus barulhentos pensamentos encontrei algo sobre o qual quero falar, digo, escrever. Os motivos que me fazem escrever sobre você. Eu sei, eu sei, parece título de algum filme americano... mas quem disse que não é? Pode não ser americano, mas o roteiro é idêntico! Então hoje eu vou contar sobre algumas vezes que escrevi sobre você okay? Okay!

  Eu tenho essa mania de escrever sobre você, sobre nós, sabia que a gente virou livro? Com algumas modificações pra não dar tanto na cara né, e ainda faltam alguns capítulos para terminar. Mas já temos título, e uma dedicatória. Haha! Imagina só, se um dia você encontra aquele caderninho cheio de textos que eu deixo guardado na.... Melhor não! Tem muita história dentro dele que ainda não foi contada. Prefiro guardar só pra mim. A primeira vez que eu escrevi um texto pra você, foi quando tinha acabado de descobrir que estava apaixonada, e aposto que desse você não sabe... Afinal, nunca contei a ninguém. Até agora. Foi engraçado escrever sobre um sentimento assim, nunca havia acontecido antes, não daquele jeito, mas também foi bom, até demais pra ser sincera. 

  Por várias e várias vezes eu tinha um texto pronto na ponta da língua, mas daí eu lembrava que ninguém ia me ouvir, que você não ia me ouvir, então eu tratava logo de apagar tudinho. Era como ascender uma fogueira e logo em seguida jogar um balde d'água por cima. Consegue entender? Olha que engraçado, eu tenho essa mania de ficar te fazendo perguntas no meio dos textos como se estivesse falando diretamente com você. Vê se pode uma coisa dessas?! Eu não tomo jeito mesmo! Outro dia mesmo eu te escrevi porque lembrei de uma coisa engraçada que você me disse, eu queria te fazer lembrar  pra ver se conseguia ouvir sua risada. Mas como era de se esperar, não consegui. 

  Bom, é fato que não consigo colocar no papel todos os motivos pra escrever sobre você, e até ficaria chato se eu fizesse isso, vai que alguém resolve ter os mesmos motivos que eu, acho que não seria nem um pouco interessante. Mas enfim, sei que bem lá no fundo você sabe quais são meus motivos, e talvez seja por isso que eu ainda não perdi a vontade de transformar meu sentimento em palavras, e por mais confusas que elas pareçam ser, e eu também, de alguma forma acredito que elas vão te alcançar. E espero que eu também. Até lá, esse vai ser só mais um rascunho em meio a tantos outros que você nunca vai ler.




Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Nossa que fofo! É sempre bom escrever sobre nossas emoções e sentimentos.
    Um abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  2. Heey Camila!! Eu amo escrever sobre o que estou sentindo, me dá um alivio. <3

    Obrigada pela visita e pelo comentário. <3 :3

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto Lu, tbem adoro escrever o que estou sentindo, no meu caso, um pouco melancólica rsrsrs, escrevo qdo estou triste... enfim, a vida é mesmo feita de rascunhos, né? srsrs ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Essa é mais pura verdade, a vida é feita de rascunhos, ás vezes alguém os lê, outras vezes não, e assim a gente vai levando.

      Obrigada pela visita e por comentar! <3

      Excluir

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...