Nossos parceiros

sábado, 7 de novembro de 2015

#FalandoSério: O que você faria?



Heey meus amores! Tudo bom? 

   Eu sei que a maioria dos meus textos aqui no blog falam sobre amor e desilusões, mas hoje eu quero falar sobre um assunto que mesmo em um mundo tão moderno, consegue causar muita polêmica. Hoje eu quero falar sobre ABORTO. Recentemente alguns atores publicaram um vídeo (Meu corpo, minhas regras) dizendo que a mulher tem total domínio de seu corpo, ou seja, podemos fazer o que bem entendermos com ele. É óbvio que depois que este vídeo se espalhou nas redes sociais os internautas tiveram diversas reações, algumas a favor, outras contra, como acontece perante qualquer assunto. Por esse e por outros milhares de motivos - que posso ficar aqui falando a vida inteira - vim expor minha opinião também. Então só pra começar, eu gostaria de dizer que nós mulheres temos sim total domínio do nosso corpo e que podemos fazer o que bem entendermos com ele, desde que tenhamos consciência do que estamos fazendo. Eu não posso afirmar com todas as letras que sou a favor ou contra o aborto, pelo simples fato de nunca ter estado nessa situação. Eu nunca tive que decidir entre prosseguir com uma gravidez ou não, então como posso julgar quem está passando por isso?

    Sabe com o que eu concordo? Bem, eu concordo com o fato de que nenhuma criança - neste caso feto -  tem culpa do que aconteceu, ele não sabe das coisas que acontecem por aqui, não sabe da maldade do mundo e menos ainda da maldade das pessoas, não tem a mínima ideia de como foi concebido, porque pode muito bem ter sido uma gravidez gerada através de um estupro. Vai me dizer que não? Quantas mulheres são estupradas a cada cinco minutos? Você sabe? Não né, nem eu. Mas posso imaginar que sejam muitas. Sabe, eu por várias vezes me peguei pensando em como seria se - Deus me livre - um dia passasse por uma situação dessas, e me dá um desespero tão grande que nem dá pra explicar. Abortar meu amigos, não é um ato admirável, mas imagine passar a vida inteirando olhando para um filho que não foi planejado, que não é fruto de um relacionamento estável e sadio. Como você aguentaria nove meses carregando uma criança que de certa forma não é amada? Mesmo não tendo culpa, você irá culpa-lá sempre que puder.

  Agora sabe com o que eu não concordo? Com crueldade! Se a pessoa prossegue com a gestação durante alguns meses e de repente decide que não quer mais ter o filho, isso sim é REPUGNANTE. É contra esse ato que eu protesto, aí não se trata mais de ter o controle ou não, isso é covardia, e jamais sera aceito. Consegue ver como conseguimos separar as situações e de certo modo pesar na balança?

   Por isso que eu não acho o vídeo nojento ou que vai contra as leis de Deus, cada pessoa pensa de uma forma, cada um expressa sua opinião do jeito que acha melhor, e todos nós temos o direito de concordar ou não com qualquer coisa, e até mesmo ficar em cima do muro se a decisão for mais difícil do que parece. O que nós não podemos fazer é julgar um ato sem ao menos ter tido a sensação de estar no lugar do outro. O ser humano nunca aponta seus próprios defeitos, porque é mais fácil viver conformado, do que encarar a verdade de fato. Mas saiba que ao julgar o que é certo para o outro, nós estamos abortando o seu direito de decidir sobre sua própria vida. E isso no seu ponto de vista é o certo a fazer? Antes de decidir pela vida do outro você deve se fazer a seguinte pergunta: O que eu faria se tivesse essa decisão nas mãos?

    Um aborto não define só uma vida, existem muitas outras por trás. Tais vidas que você nem imagina. Então não julgue, apenas ouça, reflita e respeite. É o melhor que podemos fazer. Não cabe a nós controlar as pessoas, como não cabe ao Cunha decidir pelo nosso útero. 

  Não sei se vocês conseguiram entender tudo que eu disse, mas eu só queria mesmo dar minha opinião sobre o assunto, e dizer com todas as letras que EU TENHO TOTAL DOMÍNIO SOBRE MEU CORPO.



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...