Nossos parceiros

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Ás vezes fingir é a melhor solução


"Eu estou cansada, cada dia fico mais perdida no meio disso tudo..."

"Quantas vezes eu já disse pra você parar com isso?"

"Eu não consigo, eu juro que tentei, mas eu não consigo evitar. Você sabe muito bem o quanto é difícil."

"A única coisa que eu sei é que você tem que parar com isso já. Para de ficar fingindo que está tudo bem, quando todo mundo vê que não está."


   Quantas vezes você já passou por esse tipo de diálogo com uma amiga? Aposto que várias. E se ainda não passou, vai passar. O fato é que quanto mais você tenta fugir de algo, acaba sendo perseguida a cada minuto do seu dia, e logo isso acaba com você, te deixa exausta, mas ainda é possível manter as aparências e fingir que está tudo bem. eu mesma já fiz e ainda faço isso quase o tempo todo, e até que funciona bem... para as outras pessoas que só me olham por fora, mas se pudessem ver como estou quebrada por dentro... 

   Eu não vou dizer para você parar de fingir, isso é algo que ninguém pode te obrigar a fazer, só você pode decidir quando é a hora de parar, e sinceramente nem eu decidi quando parar ainda. Se foi assim que você fez na maior parte da sua vida, então continue, seja forte como sempre ou pelo menos pareça ser, por mais que as coisas estejam difíceis, coloque um sorriso no rosto, erga a cabeça e siga em frente, apenas siga em frente, e deixe que as coisas ao seu redor aconteçam, enquanto você não decide quando parar. E se quer um conselho bem honesto, aqui vai um... Na maioria das vezes fingir é a melhor maneira de escapar, só resta escolher o motivo pelo qual se quer escapar.



Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Gostei do texto, trata de questões bem delicadas em um geral...
    Vivi basicamente minha vida assim, fingindo, ignorando, fazendo cara de paisagem. "Finge que passa". Mas conforme eu ia fazendo isso, eu ia perdendo a outra parte do caminho, uma parte difícil, eu sei; se conhecer e redescobrir nas fraquezas, testar todos os seus calcanhares de Aquiles, que fariam a gente se sentir tão pequena... Mas percebi que antes a gente descobrindo de verdade, do que camuflar e outro descobrir, porque ai sim demos chance para sermos arruinados, depender do outro quanto a nossa fraqueza, é um risco muito alto a se correr.
    Pela lente do meu curso (Psicologia) posso ousar a ver cada fingimento como fuga de lutos. Lutos são sempre complicados de trabalhar e dão um medo tanado também...

    Blog Riscoculto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você faz Psicologia? Que sonho! Quero muito cursar psicologia e jornalismo futuramente, me identifico muito com essas duas profissões. Ás vezes fingir é realmente necessário e de repente a gente nem percebe mais que o faz.

      Obrigada por comentar! <3 Beijo Beijo

      Excluir

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...