Nossos parceiros

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Resenha: A sombra do vento - Carlos Ruiz Zafón

Livro: A sombra do vento
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de letras 
Páginas: 400
Ano: 2001
ISBN: 9788560280094
Nota: 5/5

A Sombra do Vento' é uma narrativa de ritmo eletrizante, escrita em uma prosa ora poética, ora irônica. Ambientado na Barcelona franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, o romance de Zafón é uma obra sedutora, comovente e impossível de largar. Além de ser uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros, é um verdadeiro triunfo da arte de contar histórias.Tudo começa em Barcelona, em 1945. Daniel Sempere está completando 11 anos. Ao ver o filho triste por não conseguir mais se lembrar do rosto da mãe já morta, seu pai lhe dá um presente inesquecível: em uma madrugada fantasmagórica, leva-o a um misterioso lugar no coração do centro histórico da cidade, o Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar, conhecido de poucos barceloneses, é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera de que alguém as descubra. É lá que Daniel encontra um exemplar de 'A Sombra do Vento', do também barcelonês Julián Carax. O livro desperta no jovem e sensível Daniel um enorme fascínio por aquele autor desconhecido e sua obra, que ele descobre ser vasta. Obcecado, Daniel começa então uma busca pelos outros livros de Carax e, para sua surpresa, descobre que alguém vem queimando sistematicamente todos os exemplares de todos os livros que o autor já escreveu. Na verdade, o exemplar que Daniel tem em mãos pode ser o último existente. E ele logo irá entender que, se não descobrir a verdade sobre Julián Carax, ele e aqueles que ama poderão ter um destino terrível.

    É um tanto quanto suspeito quando se escreve sobre seu livro, o desejo que temos em nosso intimo que todos a nossa volta o leiam e tenham uma experiência talvez tão incrível quanto a que teve nos consome de tal forma que não é difícil em uma conversa sobre livros você soltar alguns pequenos SPOILERs sobre o que leu. Logo, " Eu juro solenemente que..." (os Potterheads de plantão vão captar a referência hahaha) tentarei não contar nenhum fato crucial dessa história incrível nessa resenha. Mas chega de enrolar, e vamos falar de "A sombra do Vento" o primeiro livro da trilogia do "Cemitério dos livros esquecidos".

     A sombra do vento nos transporta para uma Barcelona de atmosfera sombria e ruas misteriosas bem no período pós segunda Guerra, nela conhecemos o menino Daniel que ao completar 11 anos percebe que começa a esquecer o rosto da mãe morta a 7 anos atrás. O pai, dono de uma livraria, então resolve levar o garoto para um lugar especial, O cemitério dos Livros esquecidos, uma biblioteca secreta que armazena em seu interior livros que a muito tempo foram esquecidos.

     Como de costume, todo novo frequentador da misteriosa biblioteca deve escolher um livro e se comprometer a ser seu guardião, e em meio a tantas escolhas, Daniel se vê atraído pelo livro de um tal Julián Carax chamado "A Sombra do vento"; sua escolha é logo justificada quando o menino definitivamente devora o livro em pouquíssimo tempo. Obcecado por saber mais sobre quem é esse autor desconhecido e descobrir mais de suas obras, Daniel percorre Barcelona em busca de pistas, mas o que ele não esperava é que sua curiosidade o levaria a descobrir que todas as obras de Julián Carax vem sido destruídas através do tempo por uma figura, no minimo, muito sombria. Em meio a busca de respostas para tantas perguntas Daniel acaba envolvido em um mistério que vai de honrar seu juramento de proteger seu livro favorito, à proteger aqueles que ama.

     Bom agora que já sabem um pouquinho sobre o que o livro se trata, vamos às minhas impressões sobre ele. O livro é simplesmente SENSACIONAL, sem mas. Desde o começo é perceptível  que o autor definitivamente entende a alma de nós leitores e nos agracia com uma narrativa de suspense, que além de ser muito envolvente, é muito bem construída, o autor aproveita de forma genial praticamente todos os personagens mencionados ao longo do livro, mesmo os que aparentemente são secundários acabam desempenhando funções cruciais quando a história converge para seu ápice. Além disso, é muito incrível o modo como acompanhamos o amadurecimento do protagonista, e vê como isso vai refletindo na trama.

     Pro caso de ainda ter duvidas sobre ler ou não, dá uma olhada nessas pequenas passagens:

"[...]– Este lugar é um mistério, Daniel, um santuário. Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte.[...]" p.9

"[...]poucas coisas marcam tanto um leitor como o primeiro livro que realmente abre caminho até ao seu coração. Aquelas primeiras imagens, o eco dessas palavras que julgamos ter deixado para trás, acompanham-nos toda a vida e esculpem um palácio na nossa memória ao qual, mais tarde ou mais cedo – não importa quantos livros leiamos, quantos mundos descubramos, tudo quanto aprendamos ou esqueçamos -, vamos regressar.[...]" p.11

"[...] Às vezes julgamos que as pessoas são décimos de tornar realidade as nossas ilusões absurdas.[...]"

Então, se você é daqueles, que assim como eu, é apaixonado por um bom suspense com um toque de romance policial e que acha espetacular quando o autor vai contando varias historias que convergem para um final surpreendente... Simplesmente leia "A sombra do vento".

Onde comprar: Saraiva / Amazon 



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...